Como não cair no Golpe do Motoboy?

Como não cair no Golpe do Motoboy?

A prática está se tornando cada vez mais comum — o Procon de Santa Catarina já registrou mais de 400 denúncias do esquema que ficou conhecido como ‘Golpe do Motoboy’. A vítima recebe ligação de um suposto funcionário do banco, perguntando se fez uma compra com valor exorbitante. Na negativa, ‘revela’ que o cartão dela foi clonado.

Pede os dados para enviar outro cartão, e envia um motoboy ao endereço para pegar o cartão clonados.

‘É de extrema importância que o consumidor nunca forneça seus dados ou a senha do cartão para ninguém. E vale lembrar que as instituições financeiras e bandeiras de cartão de crédito nunca recolhem o cartão. Ele deve ser destruído pelo próprio usuário’, observa o diretor do Procon SC, Tiago Silva.

(Foto: Ricardo Wolffenbüttel | Secom)